oct-equipamento-neo

Exames de Retinografia Fluorescente em BH

Angiografia Fluoresceínica

A Angiografia Fluoresceínica (AF), ou Angiofluoresceinografia, é um exame de grande importância realizado em nosso centro oftalmológico em Belo Horizonte. Sua importância é primordial no estudo das doenças que atingem a retina, coróide e nervo óptico. Doenças como Retinopatia Diabética, Doença Macular Relacionada à Idade (DMRI), Degenerações Retinianas Hereditárias, Doenças oclusivas vasculares, entre outras, têm indicação para realizar esse exame, que apesar do nome complicado, é relativamente simples em sua realização, porém necessita grande experiência na área de retina e vítreo para a sua interpretação.

É um exame que requer câmeras fotográficas especialmente desenhadas para fotografar o fundo de olho. Neste exame um corante (fluoresceína) é injetado na veia do braço do paciente. Logo após poucos segundos o corante atinge os vasos oculares e fotografias são feitas para o estudo da circulação da retina e coróide.

Consiste na administração endovenosa (geralmente através da punção de uma veia do braço ou do dorso da mão) de um produto de contraste – a Fluoresceína, (uma molécula não tóxica e altamente fluorescente que pode ser usada com segurança na grande maioria das pessoas). Permite estudar as características do fluxo sanguíneo nos vasos da retina e coróide, registrar detalhes do epitélio pigmentar e da circulação retiniana e avaliar da sua integridade funcional (já que os vasos retinianos normais são impermeáveis à Fluoresceína).

Descrição do exame

O contraste é a fluoresceína sódica, que pode ser utilizada em pacientes com alergia ao iodo e gestantes. As principais reações adversas que podem ocorrer que não são freqüentes são dor local se houver extravasamento do contraste, náuseas (5%) e vômitos (0.3%), mais comuns em jovens. Raras são reações alérgicas como coceira, vermelhidão local, edema de laringe, broncoespasmo, tromboflebite.

São relatados casos raros de choque anafilático, infarto e até morte (0.0004%). O contraste é eliminado pelo organismo em torno de 24 horas, pelo fígado e rins, alterando a coloração da urina e pele nesse período. Deve-se evitar exposição solar por um período de 48 horas, para não haver reações urticariformes.

exame-de-retina

O exame está contra-indicado em portadores de insuficiência renal não dialítica, hepática e cardíacos não controlados, e em pacientes epilépticos.
Após dilatação das pupilas com colírios, é feito o posicionamento do paciente no aparelho e injetado o contraste em cinco segundos. Fotos sequenciais são tiradas pelo oftalmologista, durante o exame de 5 a 10 minutos, conforme a doença estudada. Também denominado
Angiofluoresceinografia.

Para saber mais sobre exames de RETINOGRAFIA FLUORESCENTE em BH, e sobre planos de saúde, fale com uma de nossas atendentes e tire todas as suas dúvidas.

Saiba tudo sobre Retinopatia Diabética no e-Book exclusivo que a equipe do Núcleo de Excelência em Oftalmologia desenvolveu para você:

guia-retinopatia-neo

Você tem dúvidas sobre os Exames de Retinografia Fluorescente em BH? Acesse a área de atendimento do site, teremos o maior prazer em atendê-lo.

Diretor Técnico: Dr. Rodrigo Versiani - CRM/MG: 34376 - RQE 30648

Consultórios: Av. Bernardo Monteiro, nº 1299 – Bairro: Funcionários. Belo Horizonte/MG

Telefone e Whatsapp de Atendimento:

(31) 3235-0001

Centro Cirúrgico: Av. Bernardo Monteiro, nº 1299 – Bairro: Funcionários. Belo Horizonte - MG

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support