Tratamento de Retinopatia Diabética

18a-tratamentos-retinopatia

A Retinopatia Diabética é uma das doenças mais comuns da retina, porque está associada ao desenvolvimento de outra doença também bastante comum, que é a diabetes.

As técnicas de tratamento que serão usados nos casos de Retinopatia só podem ser determinados pelo oftalmologista especialista em retina, depois que o paciente realiza uma rotina extensa de exames, incluindo exames oftalmológicos específicos e controle e aferição das taxas de glicose no sangue.

Fotocoagulação a laser

O tratamento de Fotocoagulação a Laser também é conhecido como Laser Verde, Laser de Argônio ou Laser para Diabetes.

O tratamento da retina com raios de uma frequência específica já é aplicado na Medicina Oftalmológica há algumas décadas. No caso da Retinopatia Diabética, o tratamento é feito com um laser de frequência verde, conhecido como Laser de Argônio.

O laser de argônio, que é térmico, é direcionado na retina do paciente, aumentando a temperatura e estimulando uma resposta de coagulação do tecido.

A utilização do laser no tratamento da retinopatia diabética possui duas formas: a primeira para tratar o edema macular diabético, podendo ser realizado focalmente ou em grade, sendo necessário duas ou quatro sessões; a segunda utilização é para tratar a forma avançada da doença, também chamada de panfotocoagulação a laser, tratando todas as áreas da retina, sendo necessário de 8 a 10 sessões.

O procedimento à laser é feito em ambiente ambulatorial, não havendo necessidade de internação. É um procedimento que apresenta nível de dor tolerável.

Dúvidas sobre retinopatia diabética? Fale com um especialista:

duvidas-retinopatia-diabetica-neo

Terapia Antiangiogênica

A Terapia Antiangiogênica é uma das modalidades mais recentes de tratamento de Retinopatia Diabética.

Esta técnica consiste na aplicação de um medicamento diretamente na cavidade vítrea do olho. O medicamento contém moléculas inibidoras de uma proteína chamada VEGF (fator de crescimento endotelial), responsável pela má formação dos vasos da retina. Este medicamento reduz o edema macular diabético e melhora consideravelmente a visão do paciente.

A aplicação do medicamento é indolor, não é necessário internação , anestesia local , em ambiente cirúrgico.

IMPLANTE INTRAVÍTREO COM CORTICÓIDE DE LIBERAÇÃO LENTA

Uma outra forma de se tratar o Edema Macular Diabético é o Implante Intravítreo de Dexametasona.

A dexametasona é um medicamento corticóide, que se provou altamente eficaz na redução do edema da retina, levando à melhora da visão.

O implante faz a liberação gradual do medicamento corticóide, que é um potente anti-inflamatório. O implante aplicado se decompõe completamente ao longo do tempo, sendo desnecessária a remoção cirúrgica.

A aplicação deste implante é feita em ambiente cirúrgico, com anestesia tópica, e é indolor.

Cirurgia de Vitrectomia

A Cirurgia é indicada para os casos em que há descolamento de retina, hemorragia vítrea ou edema de mácula diabético avançado. O objetivo do procedimento é recolocar a retina no seu leito natural, para recuperação da visão.

O procedimento pode ser aplicado em conjunto com outras técnicas de tratamento da Retinopatia, como a Retinopexia, Membranectomia , Fotocoagulação à laser ou o Implante Intravítreo de Silicone .

Somente um Oftalmologista Especializado do Núcleo de Excelência em Oftalmologia poderá determinar a melhor técnica de tratamento de cada caso, após avaliação extensa do quadro de cada paciente.

Algumas dicas importantes:

1) Mantenha a sua glicose (glicohemoglobina) sempre abaixo de 7%. Faça o controle diário destes níveis.

2) Meça a sua pressão arterial constantemente, e mantenha-a controlada, com níveis inferiores a 140/70 mmHg.

3) Faça um acompanhamento com um endocrinologista, e siga as instruções passadas por ele.

4) Alimente-se bem, mantendo uma dieta equilibrada.

5) Faça exercícios físicos.

6) Exames oftalmológicos completos são importantes para a identificação de doenças oculares em seus estágios iniciais. Faça exames ao menos uma vez por ano para o mapeamento da retina.

7) Ao confirmar a gravidez, agende imediatamente uma avaliação com um oftalmologista.

8) Mantenha os níveis do colesterol e triglicerídeos dentro da normalidade.

Agende uma consulta com os oftalmologistas em Belo Horizonte para começar o seu Tratamento de Retinopatia Diabética, nós do Núcleo de Excelência em Oftalmologia estamos preparados para lhe atender.

Saiba tudo sobre Retinopatia Diabética no e-Book exclusivo que a equipe do Núcleo de Excelência em Oftalmologia desenvolveu para você:

ebook-de-retinopatia-diabetica

Você tem dúvidas sobre os Tratamentos de Retinopatia Diabética? Acesse a área de atendimento do site, teremos o maior prazer em atendê-lo. ou
Ligue para whatsapp (31) 9 7109-0445